O Patrimônio tem hoje um grupo de colaboradores formado por pessoas com as mais diversas habilidades e talentos. Somos uma iniciativa nascida a partir da experiência de uma comunidade que habita o Matutu desde 1984 e que atraiu gente de várias origens para criar um lugar de vida em harmonia com a natureza, regida por princípios espirituais e solidários.
Reverenciamos o Matutu como um lugar sagrado e nos sentimos guardiões desse santuário natural.

Ao longo desses 11 anos de existência do Patrimônio nos dedicamos a cultivar uma hospitalidade que honre os hóspedes com nossa atenção e cuidado em cada detalhe.
Queremos oferecer experiências memoráveis e inspiradoras para cada um que aqui chega.

Aqui também é nossa casa e apreciamos que nossos hóspedes e amigos sintam-se em casa também.

Fazemos nossas construções, plantamos nosso alimento, praticamos culinária, preparamos ambientes harmoniosos, cultivamos nossos jardins, cuidamos de nossos animais e gostamos de compartilhar esse viver na natureza, com qualidade e bem estar.

Aprendemos a cada dia que hospitalidade é uma arte que nasce no coração e atinge a alma.

  • Luiz Midea

    Nascido em São Paulo, vive no vale desde 1990 e é quem iniciou o Patrimônio do Matutu, trabalhando desde o princípio no projeto. Criador dos projetos arquitetônicos existentes, Luiz se orientou pela cooperação com as forças naturais do fundo do vale, apoiando a manifestação do lugar, que segundo ele, tem vida e inteligência própria. Sua principal vocação é atrair e reunir pessoas que tragam talentos e alma ao projeto do Patrimônio. Além de cuidar da fazenda e das obras, se dedica ao recebimento dos hóspedes e visitantes e a condução de práticas de conexão com a natureza.

  • Karla Ribeiro

    Nascida em São Paulo, está no Patrimônio desde 2006. Formada em Engenharia de Alimentos e com mestrado em Gestão Social, Karla é uma estudiosa de alimentos e práticas que nos conectem com a fonte e a saúde plena. Uma das responsáveis pela culinária do Patrimônio, Karla também cuida da produção dos ingredientes, especialmente a horta orgânica. Dedica-se a produção dos eventos e cursos que acontecem aqui e é quem faz o primeiro contato com os hóspedes que desejam vir ao Patrimônio, através do nosso sistema de reservas e informações.

  • Marcilene

    Nascida no Matutu, Marcilene tem o talento culinário reconhecido por nossos hóspedes logo no primeiro prato. Tem o dom de fazer tudo com sabor inigualável e único, dando estilo e requinte a cozinha do Patrimônio. Gosta de cultivar, bem pertinho, as ervas e temperos que serão usados na cozinha. Os pães fresquinhos de todo dia e o pão de queijo que começa a ser assado logo cedo passa por suas mãos. Está no Patrimônio desde seu início e ao longo dos anos vem contribuindo para tornar a Casa de Hóspedes um lugar acolhedor, cheio de aromas, sabores e cores.

  • Odemildo

    Nascido no bairro vizinho do Cangalha, Odemildo é um artesão nato, com grande habilidade com madeiras e construção. Está no Patrimonio há mais de 10 anos. Com seu bom humor espontâneo é um dos nossos bons anfitriões, sempre recebendo com cordialidade os visitantes. É responsável atualmente pela construção das estruturas do Patrimônio, com acabamento impecável e técnica apurada. Cuida também da parte de equipamentos e instalações em geral, coordenando várias atividades de manutenção, o que garante a qualidade e segurança da hospedagem aqui.

  • Clarice Flores

    Nascida em Aiuruoca, Clarice tem atenção constante em cada detalhe e se aprimorou no cuidado de nossos aposentos e em garantir ambientes de agradável limpeza e bem estar. Seu trabalho aparece nas roupas macias das camas, nas toalhas sequinhas e macias, no frescor dos quartos e na aura de pureza da casa. Gosta de manter tudo organizado, em dia, como quem cuida de seu próprio lar. De manhã é possível vê-la muitas vezes no fogão a lenha, tostando com todo capricho pães e queijos para o café dos hóspedes.

  • Sinésio Cruz

    Nascido no Matutu, Sinésio cuida dos jardins e cultivos do Patrimônio, atento para todo o movimento da agricultura e os tempos certos para cada coisa. Seu trabalho pode ser apreciado nos pomares, nas flores dos jardins, na horta e na roça. Gosta das plantas e está sempre procurando aprender com a experiência de outros agricultores

  • Vanessa Apocalipse

    Nascida em São Paulo e vinda da comunidade do Gamarrra, do outro lado da montanha, Vanessa já vinha trabalhando em vários eventos no Patrimônio e em 2016 fixou residência aqui. Sua atuação principal é na cozinha, integrando a equipe e incrementando nosso cardápio com sucos incríveis, feitos com sementes germinadas e pancs (plantas alimentícias não convencionais). Também ajuda na governança da Casa apoiando nosso impulso de organização e otimização dos recursos utilizados. Segundo ela, viver no Matutu tem lhe trazido muito inspiração.

  • Rita Zahra

    Nascida em São Paulo e vinda de Ubatuba, Rita mudou-se para o Matutu em 2013 e vive no Sítio Vilarejo,vizinho do Patrimônio no fundo do vale, onde dá continuidade a um projeto de Permacultura iniciado por Peter Webb. É pedagoga formada e se especializando atualmente em Pedagogia antroposófica curativa.No Patrimônio Rita cuida com suavidade dos entardeceres e das noites na Casa, um momento que tudo se torna mais encantador por aqui. Como em um ritual serve o chá da tarde, acende as velas ao cair da luz do dia. Coloca o jantar, mantém o fogão à lenha crepitando. E se move entre o silencio da Casa e o murmúrio do riacho ao lado, como se tudo fosse uma parte de seu próprio jardim.